Destaques


Peregrinação
Hino do Acólito
Logotipos do SNA
Peregrinação a Roma
Patrono dos Acólitos Portugueses

Actividades

 

 


 

 

 

 

 

O Livro do Acólito

 

O LIVRO DO ACÓLITO não nasceu em cidade grande, mas numa pequena aldeia. O seu primeiro nome foi outro: CURSO PARA ACÓLITOS. Começou por ser escrito em folhas soltas de papel, dobradas ao meio. Cada folha começava com o título da lição, seguido imediatamente duma imagem alusiva ao assunto que ia ser tratado. Os candidatos a acólitos que as liam, pequenos e grandes, gostavam do «Curso». Ficavam a olhar para as imagens da capa, e achavam-nas simpáticas.
A seguir, o «Curso» foi publicado, ao longo de três anos, no Boletim de Pastoral Litúrgica. A apresentação melhorou. Uma vez ou outra publicaram-se, ao lado do texto, algumas fotografias de acólitos. Os leitores do Boletim começaram a sugerir que se reunisse tudo em livro.

O LIVRO DO ACÓLITO foi pensado para ser, ao mesmo tempo, manual do catequista e compêndio do candidato a acólito. Leva, logo no princípio, uma página onde cada um poderá escrever o seu nome e outros dados pessoais.
As lições seguem quase todas o mesmo esquema: acolhimento, tempo de oração, exposição e questões práticas. As únicas excepções são as três lições dedicadas à explicação da Oração eucarística (Lições 49, 50 e 51), onde a própria exposição é feita sob forma de questões práticas, e as Lições 56, 57, 58, 59, a primeira pela sua extensão, e as outras três por serem palavras do Papa aos acólitos, com um comentário onde aparecem já algumas perguntas. Cada lição é precedida de uma fotografia alusiva ao tema que vai ser desenvolvido, e termina por uma página com linhas, onde os acólitos poderão tomar notas ou responder por escrito às perguntas formuladas na lição.
Inclui-se ainda o Rito da nomeação dos acólitos nas paróquias, e o Vocabulário do acólito.

Foi de propósito, e a pensar nos mais pequenos, que se fez o possível por utilizar palavras simples, que todos possam entender. Mas os catequistas dos acólitos podem servir-se de outras e desenvolver cada tema um pouco mais.
O livro de consulta mais citado é a Instrução Geral do Missal Romano. Para facilitar a citação escrevemos sempre a sigla igmr, seguida do respectivo número da última edição.  

José de Leão Cordeiro

Pedidos:

Secretariado Nacional de Liturgia
Santuário de Fátima – Apartado 31
2496-908 FÁTIMA
Tel. 249 533 327
Fax 249 533 343
E-mail: secretariado@liturgia.pt

     
     

 

Contactos | Liturgia | acolitos@liturgia.pt